07
abr
08

Ocupação da Reitoria UNB – Jornal da Ocupação Número 1

Segue uma cópia do Jornal da Ocupação da UNB, de número 1, realizada Domingo, dia 6 de Abril de 2008!

E Hasta la victoria, siempre!!!

Anúncios

2 Responses to “Ocupação da Reitoria UNB – Jornal da Ocupação Número 1”


  1. abril 9, 2008 às 12:00 pm

    Ocupação da UNB

    Como o conselho universitário da unb, deixou a coisa correr frouxo, agora, por via transversa tenta colocar tudo no seu devido lugar, assim, parece que se perdeu tempo precioso em não terem destituindo o Reitor antes, pois possuía total amparo legal para isto, no entanto, os estudantes em ato de desespero resolveram por atitude forçada tentar por as coisas no seu devido lugar, ou seja, ter uma reitoria de lisura, para que o nome de sua Universidade não afunde totalmente na “lama podre dos desvios da coisa pública”!. Nem tudo que nasce da legalidade, continua nela, a exemplo da autoridade máxima do reitor Timothy Muholland, que deveria dar exemplo de ética e seriedade, não aceitando desvios dos recursos advindos das fundações, no entanto, é preciso buscar consenso para que haja avanços nas negociações” entre estudantes e representantes da Reitoria e dos funcionários da UnB é preciso sentar à mesa de negociações.

  2. julho 24, 2008 às 6:03 pm

    Saber, educação e poesia

    Como seria bom que houvesse condições sociais Básicas para o povo brasileiro. Assim, por uma questão de dignidade humana deveria ser oferecida a toda criança as mesmas chances na vida, sem discriminação ainda que tivessem nascido em rincões pobres. Deveriam ser dadas as chances de estudar em escolas estruturadas, com professores capacitados e bem remunerados, segundo orientação nacional unificada (de carreira e salários) correlata com os anseios de globalização do saber. Isso é possível se houver empenho econômico e vontade política. Já está mais do que na hora do Brasil despertar para a realidade mundial do valor social, institucionalizando padrões de atendimento nos serviços públicos básicos, conferido a eles capacitação e bom funcionamento. Assim ser também com a saúde, emprego, moradia e segurança. Assim, por uma questão de justiça social, os profissionais dessas áreas não podem se mal remunerados, atuando sem meios de trabalho e ambiente inadequados e, quiçá tivéssemos mais poetas entre nossa gente.
    Dr. Eudes de Toritama
    e-mail: eudesadvogado@ig.com.br


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: