Arquivo para julho \06\UTC 2010

06
jul
10

Bons e maus usos da lógica

Bons e maus usos da lógica

Retirado de http://www.lhup.edu/~dsimanek/logic.htm

Este documento contém observações sobre os bons e maus usos da lógica, particularmente relativo às ciências. Ao longo do texto nós iremos vagar pelos obscuros domínios das verdades absolutas e relativas, da indução e dedução e tratar sobre a questão sobre como nós podemos ter confiança em algum conhecimento que é menos do que perfeito.

Nós vamos usar certas expressões da mesma forma como cientistas o fazem. Para aqueles não familiarizados com a terminologia científica, nós incluímos aqui alguns fundamentos, para que assim todos possamos começar falando a mesma língua.

  • Fato. Um pedaço isolado de informação a respeito da natureza. Pode se tratar de uma simples medida. Em algumas situações os fatos relatados são chamados de “dados”.
  • Hipótese. Uma proposição acerca da natureza que é testável, mas que ainda não foi testada ao ponto da aceitação geral.
  • Lei. Um enunciado que descreve como se comportam certos fenômenos da natureza. As leis são generalizações dos dados. Elas expressam regularidades e padrões advindas dos dados. Uma lei geralmente é definida em seus limites, para descrição de um processo particular da natureza.
  • Teoria. Um modelo (geralmente matemático) que liga e unifica um largo espectro de fenômenos, assim como liga e sintetiza as leis que descrevem aquele fenômeno. Nas ciências nós não garantimos a uma idéia o status de teoria até que suas conseqüências tenham sido largamente testadas e geralmente aceitas por cientistas experientes. Este sentido da expressão é muito diferente do seu uso coloquial.

Continue lendo ‘Bons e maus usos da lógica’